Cerimônia virtual marca posse do Grêmio Estudantil pela Chapa Z

Na quarta-feira (07/04), a nova Diretoria do Grêmio Estudantil do Colégio João XXIII tomou posse em uma solenidade virtual que reuniu a Equipe Técnica e Diretiva, estudantes, pais e profissionais do Colégio.

Uma das premissas de escola comunitária é a participação efetiva dos estudantes nas decisões que impactam a Comunidade Escolar. Desta maneira, as eleições do Grêmio Estudantil (GEJ) do Colégio João XXIII reforçam a potência desse segmento ao representar o poder político, social e acadêmico dos estudantes. Desde 2020, o processo eleitoral acontece on-line através da plataforma Moodle – João 24h, bem como a Cerimônia de posse dos novos representantes, realizada na quarta-feira (07/04) via Zoom.

A Chapa Z, eleita com 208 votos, propõe uma gestão compartilhada e engajada em causas sociais e ambientais, com 15 integrantes de diferentes séries/anos do Colégio. “Quando se trata do Grêmio Estudantil do Colégio João XXIII, enxergamos um grupo que vai além de um órgão representativo de uma escola. O GEJ é uma família que, com seus projetos, transforma e reafirma o João como uma segunda casa para os estudantes. Uma casa onde os estudantes podem ser quem eles são, defender o que eles acreditam e lutar por um futuro que se encaixe com suas ideias”, salienta Vitor Zanon (3ªC), novo Presidente do GEJ.

Vivemos com a certeza de que, mesmo dentro desse período atípico, podemos construir uma gestão de impacto comunitária, que seja comprometida a cada vez mais melhorar a comunicação com as comunidades dentro e fora da escola”, afirma a integrante da Chapa Z, Camilly Freitas (3ªC).

Durante a Cerimônia de Posse, a Direção Pedagógica do Colégio João XXIII reiterou a importância de um GEJ atuante e com um legado participativo. “Nesse sentido, desde o início da pandemia, vimos um Grêmio atuante junto ao Coe- E Local, participando de deliberações junto aos diferentes segmentos da escola. Nessas ocasiões, essa representação juvenil tem se destacado pelo posicionamento corajoso e ético, colaborando efetivamente nas discussões e encaminhamentos, revelando profundo senso de pertença comunitária e responsabilidade coletiva”, salienta a Diretora, Márcia Valiati.

A Diretora ainda completa, “esse movimento se traduz nas diferentes situações em que, de forma inventiva e colaborativa, o Grêmio se envolve na criação de eventos, campanhas e projetos, ampliando os espaços de comunicação e diálogo sobre temáticas relevantes no mundo em que vivemos. Estamos assim, diante de um terreno fértil de encontros humanos, onde muitas vozes estão se fazendo ouvir”. O que também foi abordado pela Vice-diretora pedagógica, Rosane Rodriguez, “ampliar as possibilidades de escuta, participação e protagonismo dos estudantes no projetar as experiências educativas, valendo-se de suas ideias e proposições para pensar e construir cotidianamente essa escola que é de todos que nela sonham, vivem, aprendem, trabalham, se emocionam e constroem juntos esse projeto comunitário em educação”.

Mesmo on-line, a ex-estudante do Colégio que integrava a gestão passada, Ana Laura Passos Preto, fez a entrega simbólica da Chave do Grêmio. “Vocês vão pegar uma gestão muito difícil, em função da distância e da atuação no digital. Vocês são pessoas incríveis e tenho certeza que vocês vão lutar por tudo que for necessário. Parabéns! Boa sorte! Parabéns, Vitor e Stella“, salienta.

Stella Farias (3ªA), Vice-presidente da Chapa Z, fala sobre trazer leveza para o momento complicado que estamos vivendo. “Queremos trazer um pouco de leveza para esse momento complicado que estamos vivendo e realizar atividades que promovam a ampliação do conhecimento e o lazer. Um oásis de cultura e entretenimento em meio ao caos sem deixar de lado o debate e o compartilhamento de informações acerca de temas de relevância atual” finaliza.

Segundo Lorenzo Farias (9°C), uma das temáticas a serem propostas pela gestão é o debate sobre o álbum “Construção”, de Chico Buarque, que é leitura obrigatória do Vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS; como também a Feira do Futuro, que é um conjunto de palestras que proporcionam aos estudantes um contato maior com possibilidades para o futuro acadêmico. O Festival de Música Interescolar é mais uma das ideias, que visa promover a interação entre escolas através da música nas modalidades competitiva e mostra não competitiva. Concursos de desenho, fotografia e escrita criativa, campeonatos de E-games, Projeto Solidariedade e Semana Sustentável também são propostas do GEJ.

De acordo com Sofia Virti (7°C), o Grêmio Estudantil do Colégio também está antenado aos debates atuais que acontecem nas redes sociais e internet: “Queremos trabalhar temas como feminismo, diversidade étnico-racial, cuidado com o meio ambiente e representatividade LGBTQIAP+, fazendo atividades dinâmicas, como debates, com temáticas atuais e presentes no nosso dia a dia. Realmente acreditamos que, para superarmos tabus e preconceitos, o caminho é o diálogo. É compartilhando e discutindo opiniões que mudamos as coisas, contribuindo para a construção da sociedade com a qual nós sonhamos”, salienta.

A chapa Z tem a seguinte composição: Presidente- Vitor Peres Zanon Schmitt (3ªC), Vice-Presidente- Stella Ziliotto Farias (3ªA), Tesoureira- Luiza Richter Dendena (3ªA), Arthur Frederico Borba Dalla Costa (7°A), Camilly Carvalho Freitas (3ªC), Gabriela Simon de Cenço (3ªE), Germano Becker Santos (3ªA), Isabella de Lima Andrade (3ªC), Larissa Neumann Both (1ªA), Lorenzo Ziliotto Farias (9°C), Manuela Gerber Fontana (1ªE), Mariana de Almeida Falkenbach (3A), Pedro Henrique Custódio (1ªC), Sofia Virti Coutinho (7°C) e Valentina Berlato Nicolazzi (2ªC).

Total
0
Share
Rolar para cima