A entrevista como conexão – um encontro Tejasvi Chandela na Jornada Literária 2021

A 2ª série do Ensino Médio do Colégio João XXIII abre suas janelas para uma conexão diferente, com a Índia, para entrevistar a chef patissier e apresentadora do The Baker’s Table. A atividade é uma iniciativa dos componentes de Língua Inglesa e Espanhola.

Em 2021, a temática da Jornada Literária são as possibilidades de interação por meio de “janelas” como metáfora das dinâmicas sociais existentes, através de dispositivos móveis. Motivados por essa temática, os docentes de Língua Inglesa e Espanhola iniciaram um projeto de entrevistas nas duas línguas que terá como produto final a produção de um vídeo, onde os estudantes terão que simular uma entrevista com uma personalidade famosa.

Segundo o Professor de Língua Inglesa, Matheus Moura,a entrevista possibilita a prática da língua. “Estávamos conversando sobre mundo do trabalho nas aulas de Inglês e iniciamos um projeto sobre entrevistas em parceria com a professora de Espanhol. Analisamos entrevistas nas duas línguas para que servissem de base para um trabalho de vídeo que farão agora em maio”, comenta.

A ideia dos docentes era possibilitar aos estudantes praticar o inglês na vida real, entrevistando a chef patissier, Tejasvi Chandela, direto de Jaipur, na Índia. De forma descontraída e leve, os presentes falaram sobre o mundo do trabalho, estilo de vida e o dia a dia na confeitaria. Outro assunto abordado pela confeiteira foi o empreendedorismo no país, contando que gerencia a própria fábrica de chocolates, a All Things, e desde fevereiro apresenta o programa de televisão The Baker’s Table.

A Índia é um país muito rico culturalmente, mas ainda conservador e com uma sociedade enraizada em valores que já não representam totalmente quem as pessoas querem ser hoje em dia. Mulheres abrindo seu próprio negócio por aqui já não é tão raro, mas quando eu o fiz, anos atrás, era negativamente julgada. Demora para as pessoas evoluírem no meu contexto Índia (e mundo), para vermos movimentos de mudanças e aceitar essas novas tendências, mas felizmente isso vem acontecendo! São tempos de esperança”, comenta Tejasvi Chandela.

No final do bate-papo, os estudantes tiveram a oportunidade de conversar sobre carreira, estilos de vida e diferenças culturais entre o Brasil e a Índia. Para quem ficou curioso, entrevistas são formas de conexão com os diferentes mundos, clique aqui e assista:

Total
0
Share
Rolar para cima