“Cantorias de Jardim” e experiências de plantio marcam o primeiro dia de atividades nas turmas de Níveis Multi-idade da Educação Infantil na Jornada Literária 2021

Na segunda-feira (26/04), as crianças da Educação Infantil foram convidadas, por meio das poesias do livro Cantorias de Jardim, de Eloí Elisabet Bocheco, a explorarem diferentes processos de germinação e enraizamento. A proposta, que envolvia a visita de Dona Rima, integrou diferentes linguagens e campos de experiência.

No primeiro dia da Jornada literária 2021, na segunda-feira (26/04), as crianças foram convidadas a separarem alguns materiais e elementos simples de jardinagem para um encontro virtual. A proposta tinha como objetivo propiciar momentos de encantamento por meio da poesia e de exploração de diferentes processos de plantio. Dona Rima, personagem conhecida em nossa Escola, “visitou cada turma” trazendo suas brincadeiras e recitando algumas poesias do livro “Cantorias de Jardim”, de Eloí Elisabet Bocheco (2012).

O encontro também contou com outras participações especiais… Juliete, do Laboratório de Ciências, e a educadora auxiliar Gabriela Borin compartilharam, através de diferentes recursos pedagógicos, algumas técnicas de jardinagem, enquanto cada criança realizava, alguma das experiências propostas -com o apoio de algum adulto. Todas estas informações, trazidas durante as explorações, suscitaram muitas conversas e trocas de conhecimento. As crianças e suas famílias narraram com entusiasmo sobre suas hortas e trocaram muitas dicas sobre cultivo de legumes, temperos e hortaliças em casa.

CASA (poema declamado por Dona Rima, interpretada por Fabiana Souza)

Era uma casa muito engraçada
Não tinha teto
Não tinha anda
Ninguém podia entrar nela não
Porque na casa não tinha chão
Ninguém podia dormir na rede
Porque na casa não tinha parede
Ninguém podia soltar um pum –“não acho que não era assim”, disse Fabiana brincando,
Ninguém podia soltar arroto — “acho que não era assim também, alguém me ajuda?!”, complementou Fabiana.

poema Casa,de Vinicius de Moraes, do livro A arca de Noé (2004).

Total
0
Share
Rolar para cima